8 de mai de 2009

Mãe

Imagem: Nossa sobrinha Juliana com o filho Nícolas.

... se um dia, já homem feito e realizado, sentires que a terra cede a teus pés, que tuas obras se desmoronam, que não há ninguém à tua volta para te estender a mão, esquece a tua maturidade, passa pela tua mocidade, volta à tua infância e balbucia, entre lágrimas e esperanças, as últimas palavras que sempre te restarão na alma:

" Meu pai, minha mãe..."

Rui Barbosa

Nenhum comentário:

Postar um comentário